domingo, 11 de julho de 2010

"DÉCADA DE 80" (Personalidades - Raul Seixas)

 

Raul Seixas
Raul Santos Seixas (Salvador, 28 de junho de 1945 - São Paulo, 21 de agosto de 1989) foi um famoso cantor e compositor brasileiro, frequentemente considerado um dos pioneiros do rock brasileiro. Também foi produtor musical da CBS durante sua estada no Rio de Janeiro, e por vezes é chamado de "Pai do Rock Brasileiro" e "Maluco Beleza". Raul Seixas nasceu às 8 horas da manhã em 28 de junho de 1945, numa família de classe média baiana que vivia na Avenida Sete de setembro, Salvador. Seu pai, Raul Varella Seixas, era engenheiro da estrada de ferro e sua mãe, Maria Eugênia Santos Seixas, se dedicava às atividades domésticas. Sua obra musical é composta de 21 discos lançados em seus 26 anos de carreira e seu estilo musical é tradicionalmente classificado como rock e baião, e de fato conseguiu unir ambos os gêneros em músicas como "Let Me Sing, Let Me Sing". Seu álbum de estréia, "Raulzito e os Panteras" (1968), foi produzido quando ele integrava o grupo "Os Panteras", mas só ganhou notoriedade crítica e de público com as músicas de "Krig-ha, Bandolo!"(1973), como "Ouro de Tolo", "Mosca na sopa", "Metamorfose Ambulante". Raul Seixas adquiriu um estilo musical que creditou de "contestador e místico", e isso se deve aos ideais que vindicou, como a Sociedade Alternativa, criada em parceria com Paulo Coelho, que era baseada nos preceitos do bruxo inglês Aleister Crowley, apresentada nos shows em "Gita"(1974) e pela própria música "Sociedade Alternativa". Raul se interessava por filosofia (principalmente metafísica e oncologia), psicologia, história, literatura e latim e algumas crenças dessas correntes foram muito aproveitadas em sua obra. Em 1982 Raul fez um show na praia do gonzaga, em Santos, reunindo mais de 150 mil pessoas. No mesmo ano apresentou-se bêbado num show em Caeiras, São Paulo. Em 1989, fez uma turnê com Marcelo Nova, novo parceiro musical, totalizando 50 apresentações pelo Brasil. Durante os shows, Raul mostrou-se debilitado, obrigando a Marcelo Nova terminar a turnê sem Raul. Na manhã do dia 21 de agosto, Raul Seixas foi encontrado morto sobre a cama, vítima de uma parada cardíaca. Sua obra musical tem aumentado continuamente de tamanho, na medida que seus discos (principalmente álbuns póstumos) continuam a ser vendidos, tornando-o um símbolo do rock do país e um dos artistas mais cultuados e queridos entre fãs nos últimos quarenta anos. Em outubro de 2008, a revista Rolling Stone Brasil, promoveu a Lista dos Cem Maiores Artistas da Música brasileira, cujo resultado colocou Raul Seixas figurando a posição 19ª.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário